Brado apresenta calculadora de emissões de CO2 do transporte multimodal
Redação
26.11.21

Especializada na logística multimodal e com operações customizadas de acordo com as necessidades dos clientes, a Brado inicia a fase mais importante do Green Log, o seu projeto de gestão sobre a redução de emissões de gases de efeito estufa. Agora, todo cliente em potencial e interessados em transportar com a empresa podem acionar o site e calcular em quanto a solução logística da Brado é capaz de reduzir as emissões de CO2 na comparação com o modal estritamente rodoviário.

Os números registrados entre janeiro de 2020 a outubro deste ano apontam que os clientes da empresa deixaram de gerar aproximadamente mais de 441 mil toneladas de gás carbônico ao movimentarem mais de 306 mil TEUS. O CO2 evitado equivale à emissão anual de mais de 95 mil automóveis e seriam necessárias mais de 3,1 milhões de árvores para absorver todo esse carbono.

“Nós assumimos três compromissos por meio do Green Log: reduzir as emissões de CO2 na logística, apoiar o combate às mudanças climáticas e melhorar a comunicação sobre esse tema com nossos clientes e parceiros”, explica Marcelo Saraiva, presidente da Brado. “Assim – continua ele –, em meados de 2020 iniciamos o desenvolvimento de uma ferramenta online com um algoritmo que calcula a redução de emissão de CO2 da solução logística Brado frente à rodovia. Isso culminou no lançamento em abril deste ano do módulo Green Log somente para clientes Brado que já utilizavam o portal WeBrado.”

Após um período de uso restrito, agora a nova ferramenta ganha o mundo: “A calculadora permite visualizar de forma clara o quanto a sociedade e todo o planeta podem ganhar ao evitar que grandes volumes de cargas sejam movimentados por estradas em longas distâncias. O Green Log é uma resposta efetiva ao urgente momento e agenda de sustentabilidade que está decidindo os rumos dos negócios”, avalia Saraiva.

Como funciona o Green Log

A calculadora está disponível na página inicial do site da Brado (www.brado.com.br). Ao acessar o link “Calculadora de Emissões”, o interessado é direcionado para um questionário online, onde deverá informar os seguintes dados para simular um transporte: tipo de carga, peso total do que será transportado, volume estimado de viagens necessárias em um ano e as cidades de origem e destino.

Após informar dados pessoais para ser contatado, a calculadora aplica o algoritmo para determinar qual será a opção multimodal mais adequada para a carga a ser transportada. Também indica quais são os terminais mais adequados à logística e qual será a economia na emissão de CO2 oferecida pela multimodalidade. A resposta com os cálculos é enviada por e-mail em poucos segundos para o solicitante.

Não há requisito de volume mínimo para fazer a simulação na calculadora do site. “O cálculo irá converter o peso informado para a quantidade de contêineres correspondente, partindo sempre de uma unidade”, comenta Saraiva.

A ferramenta não faz cotação do custo do serviço de transporte, e sua função é somente simular o potencial de redução das emissões de gases de efeito estufa, em uma determinada rota operada pela Brado. O processo de cotações de novos negócios ocorre de forma paralela e independente da calculadora de CO2.

O módulo Green Log disponível para os clientes fornece as seguintes informações: a emissão evitada por mês; o total acumulado de CO2 evitado desde o início da operação com a Brado; e o fator de emissão ferroviária em gramas de CO2 por unidade de peso transportado e distância percorrida.

O Green Log também traz comparativos que ajudam a visualizar quanto essa economia de emissões equivale em gases gerados por automóveis ou em número necessário de árvores para compensar o impacto. A atualização dos dados para clientes ocorre sempre a partir do dia 15 de cada mês.

Cases de clientes

Entre os clientes ativos da Brado, a calculadora de emissões já participa do dia a dia de suas operações. A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul e uma das maiores empresas na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados na região, tem a sustentabilidade como um pilar estratégico, e recentemente anunciou o compromisso de alcançar emissões líquidas zero até 2035, 15 anos antes do que o previsto no Acordo de Paris.

“Para atingirmos nossa meta, contamos com o apoio de soluções que trabalham alinhadas ao nosso objetivo. Nesse sentido, a operação de multimodalidade em parceria com a Brado e com o uso da Green Log, além de nos trazer maior eficiência logística, nos ajudará no monitoramento de emissões de Gases de Efeito Estufa, com insights para explorarmos oportunidades e melhorias em curto e médio prazo”, fala Marcelo Neiva, gerente executivo de logística da Minerva Foods.

A Companhia das Cooperativas Agrícolas do Brasil, CCAB Agro, é formada por 21 cooperativas que representam cerca de 55 mil produtores agrícolas no Brasil. A empresa comercializa produtos que protegem cultivos diversos, como soja, milho, algodão, dentre outras. A escolha de movimentar seu portfólio pela ferrovia faz parte de sua estratégia de ações responsáveis com o meio ambiente. “Além das vantagens econômicas e competitivas que esta decisão empresarial traz, nossa visão, a curto e longo prazo, é diminuir a emissão de gás carbônico, hoje um compromisso mundial, que precisa ser cumprido de forma rápida, para evitar ou diminuir os impactos do aquecimento global”, fala Gustavo do Santos, supervisor de Logística da CCAB.

Sobre o Green Log, Santos ressalta que a ferramenta permite mensurar as emissões de CO2 de maneira clara e segura. “Mesmo já tendo uma noção clara de que a ferrovia emite menos CO2, quando analisamos percebemos que as emissões no transporte por ferroviárias emitem 6,9 vezes menos do que o transporte por rodovias. Ter esta informação é muito importante”, afirma o supervisor da CCAB.

Fonte: Log Web