Começa abate técnico dos garrotes participantes do ‘Zebu: Carne de Qualidade’
Redação
07.14.2021

Seguindo o cronograma do ‘Zebu: Carne de Qualidade’, a segunda-feira (5) foi marcada pelo início de mais uma importante etapa do programa: o abate técnico dos mais de 100 garrotes participantes. O grupo de Nelore, que desde o início do ano passado era acompanhado na Fazenda Experimental da ABCZ, desembarcou domingo na unidade da Minerva Foods, em Barretos (SP).

Uma comitiva da ABCZ, incluindo o presidente, Rivaldo Machado Borges Júnior, além de outros membros da diretoria e da equipe Técnica da entidade, acompanhou o início do trabalho. “Esse é um momento muito importante para todos nós, pois esse é um programa pioneiro. O ‘Zebu: Carne de Qualidade’ irá comprovar cientificamente aquilo que nós já sabemos, que é a superioridade das nossas raças para a produção de carne. O abate técnico é que irá nos trazer esses dados e, muito mais que reconhecer ainda mais nossa produção, iremos promover uma valorização ainda maior no mercado”, comemora o presidente da ABCZ.

O processo também foi acompanhado por outros parceiros do programa, incluindo o pesquisador da Epamig, Leonardo Fernandes, e o professor da Universidade Estadual de Campinas, Sérgio Pflanzer. “Durante esse abate nós iremos observar alguns indicadores de quantidade e qualidade de carcaça para que, em seguida, façamos a avaliação final de Área de Olho de Lombo, espessura de gordura e gordura intramuscular, que são indicadores que nos ajudam a entender um pouco mais sobre rendimento de desossa e também a parte de qualidade da carne. Ainda nesse processo, iremos coletar amostras que serão encaminhadas para a Unicamp, para a análise que identifica se a carne é macia ou não, comprovando essa qualidade do Zebu”, explica ele.

Após o abate desta segunda-feira, outros processos relacionados a essa etapa ainda serão realizados, incluindo a tabulação dos resultados. Todos eles serão apresentados oficialmente durante a ExpoGenética 2021, que será realizada entre 14 e 22 de agosto. “Estamos unindo quem produz no campo, com a importância da ABCZ, com quem produz na indústria, com a nossa estrutura, além da academia, com as pesquisas. Juntos iremos validar aquilo que estamos analisando, e eu entendo que essa é a forma correta de fazermos as coisas”, ressalta Fabiano Tito Rosa, diretor de Compra de Gado da Minerva.

Comitiva ABCZ. Além do presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, os vice-presidentes da entidade, Fabiano Mendonça e Marco Antônio Andrade Barbosa, e o diretor, Rodrigo Caetano Borges, além do superintendente Geral, Jairo Machado Borges Furtado, e membros da equipe Técnica da ABCZ, acompanharam o abate técnico.

Fonte: Portal do Agronegócio