Governo anuncia arrecadação de R$ 162 mi para fábrica do Butantan
admin
02.10.2021

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (3) a arrecadação de R$ 162 milhões em doações privadas para a construção da nova fábrica do Instituto Butantan para produção da vacina contra o coronavírus. Com capacidade de produção de 100 milhões de doses por ano, a planta será construída com doações da iniciativa privada realizadas durante as reuniões do Comitê Empresarial Solidário e Econômico.

São doações humanitárias e solidárias de 36 empresas que fizeram suas doações ao Instituto Butantan atendendo ao apelo do Governador do Estado de São Paulo para contribuírem nessa nova fábrica de vacinas contra a COVID-19”, afirma nota.

Com a meta de R$ 160 milhõesde reais alcançada, Doria ressaltou que o poder público federal não teve nenhuma participação no processo. O governador também disse que até março espera anunciar mais R$ 20 milhões em doações do setor privado para a compra de equipamentos suplementares da nova fábrica do Butantan.

A nova fábrica do Butantan terá produção totalmente nacional da vacina, eliminando a necessidade de importação do IFA (Insumo Farmacéutico Ativo), matéria-prima que dá origem ao imunizante CoronaVac, que é fruto da parceria do Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac.

As obras da nova fábrica tiveram início em novembro e a estrutura deve ser entregue em setembro deste ano. Para isso, havertá um aumento gradual no número de trabalhadores no local: de 80 trabalhadores atuando hoje em dia para um total de 280 daqui três meses. O novo espaço terá cerca de 11 mil m² e, além de produzir as doses da vacina contra a Covid-19, poderá produzir outros imunizantes fabricados no Instituto Butantan.

Doações

Até o momento participam do processo de doação as empresas AmBev, Americanas, Astellas, B2W Digital, B3, Ball, Bradesco, BRF, BTG, Comgás,Cosan, Daycoval, Droga Raia, Falconi, Fundação Casas Bahia, iFood, ISA CTEEP, Itaú, JBS, Magalu, Minerva Foods, Novelis, Peninsula, PWC, Rappi, Rede D’Or, Safra, Santander, Sinditêxtil, Sindusfarma, Stone, Stocche Forbes, Tishman Speyer, Vale, Votorantim e XP.