Minerva Foods engaja produtores no preenchimento do Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável e reforça relacionamento com pecuaristas
Redação
08.05.2021

A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul e uma das maiores empresas na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados na região, e o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS), com o apoio do Solidariedad e Norway´s International Climate and Forest Initiative (NICFI), superaram a meta de preenchimento do Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável (GIPS).

Desde que aderiu ao projeto, no início de 2020, foram cerca de 400 formulários preenchidos e assinados pelos pecuaristas parceiros da Minerva Foods. O volume seguiu uma crescente ao longo dos meses, fator que reforça e evidencia o impacto do trabalho realizado pela Companhia junto aos pecuaristas.

“Como parte do nosso compromisso com a Sustentabilidade, engajamos nossos parceiros para desenvolver cada vez mais o olhar para as melhores práticas em sustentabilidade; bem como oferecemos métodos para mensuração com recomendações sobre melhorias. Essa é mais uma das iniciativas da Minerva Foods que visa contribuir para as metas estipuladas até 2035, além de apoiar a cadeia para uma pecuária de baixo carbono”, destaca Tamara Lopes, Gerente de Sustentabilidade da Minerva Foods.

Há pouco mais de um ano, a Minerva Foods promove as oficinas de engajamento junto aos pecuaristas, realizadas por meio de encontros online onde os participantes esclarecem dúvidas, recebem orientações sobre como otimizar as práticas de sustentabilidade e gestão de suas propriedades, e são instruídos sobre como preencher o Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável (GIPS).

Os indicadores auxiliam o produtor rural a verificar o nível de sustentabilidade da propriedade por meio de um formulário que reúne questões relacionadas à Gestão, Comunidades, Trabalhadores, Meio Ambiente e Cadeia de Valor. Os dados levantados pelo GIPS apontam quais quesitos devem ser melhorados e sugere como isso pode ser feito, com base na legislação brasileira, protocolos de boas práticas e princípios globais de sustentabilidade, sendo um instrumento de gestão e mensuração para a pecuária, aplicável a todos os elos da cadeia.

Em pouco mais de dois anos, a iniciativa já auxiliou produtores de Rolim de Moura/RO, Mirassol D’Oeste/MT, Janaúba/MG e Palmeiras de Goiás/GO. “O GIPS é destinado tanto para quem está começando na atividade como aos que já têm resultados. O objetivo é estimular o produtor a adotar práticas mais efetivas e sustentáveis”, reforça Tamara.

Fonte: O Presente Rural