Minerva Foods integrará duas carteiras de índices da B3 relacionados à sustentabilidade em 2023, compondo as listagens ISE e ICO2

Minerva Foods integrará duas carteiras de índices da B3 relacionados à sustentabilidade em 2023, compondo as listagens ISE e ICO2

29/12/2022

Compartilhar em:

As novas carteiras vigorarão no próximo quadrimestre, ou seja, de janeiro a abril de 2023

A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul e uma das maiores empresas na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados na região, irá integrar a carteira 2022/2023 do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE), juntamente com a carteira do Índice de Carbono Eficiente (ICO2).

A inserção da Companhia no ISE, pelo terceiro ano consecutivo, reflete seu compromisso com as melhores práticas sociais, ambientais e de governança, tendo a sustentabilidade como um dos principais pilares em seu modelo de gestão. O ISE, além de avaliar as empresas através de questionário próprio, considera na composição do score o desempenho no Carbon Disclosure Project (CDP), incorporando à análise informações sobre a dimensão de Mudanças Climáticas. A verificação também conta com a apresentação de evidências para comprovação de uma amostra das respostas e com a análise reputacional, realizada pela RepRisk, empresa de ciência de dados especializada na avaliação de práticas ambientais, sociais e de governança corporativa.

A nova carteira vigorará de janeiro a abril de 2023 e reúne empresas de diferentes setores. O ISE foi criado em 2005 e tem se consolidado como uma ferramenta para análise comparativa da performance das empresas listadas na B3 sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa.

A Companhia também integrará a carteira do Índice de Carbono Eficiente durante o primeiro quadrimestre de 2023. Criado em 2010, o ICO2 é composto por ações de empresas que adotam práticas transparentes com relação a suas emissões de gases efeito estufa. O objetivo é incentivar as empresas a aferir, divulgar e monitorar suas emissões, com o propósito de ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil.

Saiba mais em: Link.

Referência no monitoramento de fornecedores

A Minerva Foods lidera as iniciativas para combater o desmatamento ilegal e as mudanças climáticas relacionadas à conversão de terras na América do Sul. Nos últimos anos, a Companhia intensificou esforços para reduzir sua pegada de carbono, para conter as mudanças climáticas, e promover cada vez mais a produção de carne bovina com baixa emissão de CO2.

A empresa foi pioneira no uso de sistemas de informações geoespaciais nos biomas brasileiros onde opera (Amazônia, Cerrado, Pantanal, Caatinga e Mata Atlântica) e no Paraguai, monitorando 100% de suas fazendas fornecedoras diretas. Além de Brasil e Paraguai, a Companhia também já avança com o monitoramento em mais de 80% na Colômbia e cerca de 90% na Argentina, antecipando-se às metas propostas em seu compromisso de alcançar a totalidade no monitoramento nos dois países em 2023 e 2030, respectivamente. No Uruguai, a meta é garantir 100% até 2025.

Na cadeia de fornecedores indiretos, a Minerva Foods também é a primeira do setor a avançar e tomar medidas para avaliação de riscos, por meio da utilização do Visipec na Amazônia, ferramenta de rastreabilidade que funciona de forma complementar aos sistemas internos utilizados pela Companhia. O Visipec foi desenvolvido pelo National Wildlife Federation (NWF), em parceria com o Gibbs Land-Use and Environment Lab da Universidade de Wisconsin-Madison (“UW”), e atualmente é gerenciado pela National Wildlife Federation (NWF).

Com o entendimento de que os esforços para fortalecer a rastreabilidade na cadeia devem ser coletivos, a Minerva Foods lançou o primeiro aplicativo móvel voltado para produtores rurais de todo o Brasil, que permite o monitoramento de seus fornecedores. O SMGeo Prospec foi desenvolvido em parceria com a Niceplanet Geotecnologia, possibilitando análises socioambientais para a cadeia produtiva do agronegócio. O aplicativo fornece aos produtores rurais a mesma tecnologia que a empresa utiliza em sua análise de fornecedores, sistemas de monitoramento e mapeamento de riscos para todas as compras de gado. Ao disponibilizar o SMGeo Prospec para a cadeia de fornecimento, a Minerva Foods tem incentivado o monitoramento dos fornecedores de seus fornecedores (fazendas de fornecimento indireto), reduzindo assim os riscos relacionados a animais oriundos de áreas que não atendem às normas e legislações socioambientais.

Fonte: Notícias Agrícolas