Minerva Foods lança Inventário anual de Gases de Efeito Estufa na plataforma do Programa Brasileiro GHG Protocol
MMDA
10.02.2020

A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul e uma das maiores empresas na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados na região, lançou seu Inventário Anual de Gases de Efeito Estufa (GEE) no Registro Público de Emissões, plataforma do Programa Brasileiro GHG Protocol. O projeto vem sendo desenvolvido pelo time de Sustentabilidade com apoio das áreas Administrativas e de Meio Ambiente de cada unidade operacional e estão disponíveis, para acesso na plataforma, os inventários anuais a partir do ano de 2015.

O objetivo do inventário é quantificar as emissões de GEE da organização; os progressos e melhorias decorrentes de iniciativas estratégicas relacionadas à temática das Mudanças Climáticas; bem como fazer o acompanhamento da evolução de seus níveis e utilizá-lo como ferramenta para determinação de melhorias nos sistemas.

De acordo com dados divulgados no material, no último ano, a Minerva Foods registrou redução de 41% na emissão de Gases de Efeito Estufa quando comparado a 2018. A redução representa valor aproximado de 134.000 toneladas de CO² equivalente.

Taciano Custodio, diretor de sustentabilidade da Minerva Foods, destaca que “a emissão dos gases de efeito estufa são inerentes a atividades industriais. No entanto, o diferencial está no que essa indústria faz para otimizar sua operação de forma a diminuir tais emissões. Na Minerva Foods, temos obtido sucesso nessa empreitada com melhorias nos sistemas de eficiência energética, que resultaram na diminuição do consumo de energia elétrica; melhorias nos sistemas de tratamento de efluentes; e na redução do consumo de combustíveis, por exemplo”.

Mensuração dos dados

A quantificação dos dados é realizada mensalmente. Assim como toda indústria, as emissões são provenientes das unidades de negócio por meio do consumo de combustíveis, da geração de efluentes, do consumo de gases refrigerantes, entre outros.

Em 2019, a Companhia reduziu o consumo de energia elétrica em 5%, investiu em sistemas automatizados de controle de consumo de energia elétrica e de acompanhamento de parâmetros do tratamento de efluentes.

Minerva Foods é a Companhia com melhores indicadores de Sustentabilidade do setor

Segundo último relatório divulgado em junho de 2020 por auditoria externa, houve a confirmação de que a Companhia está 100% em conformidade com o Compromisso Público de Pecuária Sustentável, firmado em 2009 para garantir as práticas aplicadas no combate ao desmatamento da floresta amazônica, o uso de mão-de-obra análoga à escrava, como também respeito às terras indígenas e áreas de conservação na região da Amazônia.

A Minerva Foods possui também os melhores resultados entre os grandes players na auditoria supervisionada pelo Ministério Público Federal, disponível publicamente no website do órgão e objeto de estudo recente conduzido pela ONG Amigos da Terra – demonstrando com resultados materiais o compromisso da Companhia.

A estratégia de atuação da Minerva Foods está alicerçada nos mais elevados padrões de excelência em governança corporativa nacional e internacional. A Companhia é atualmente a única representante de seu setor na América Latina a obter financiamento da International Financial Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, que apoia o compromisso com a sustentabilidade e liderança no gerenciamento das questões socioambientais da cadeia produtiva. A Minerva Foods é guiada pelos padrões de desempenho da instituição com o objetivo de identificar, mitigar e gerenciar os riscos e impactos, em prol de negócios sustentáveis, com geração de valor para todos os elos da cadeia.

A Companhia já faz parte das mesas regionais dos países em que atua, entre eles o Brasil, o Paraguai, a Argentina e a Colômbia. A participação da Minerva Foods na mesa global, enquanto líder em exportação na América do Sul, representa a amplificação da representatividade do continente no âmbito mundial. Suas unidades são ainda certificadas pela PAACO (Professional Animal Auditor Certification Organization) para melhores práticas de manejo e bem-estar animal, como também seguem padrões globais para gestão da segurança do alimento da BRC (British Retail Consortium) e HACCP (Hazard Analysis and Critical Control Point).

Fonte: O Presente Rural