Minerva usará “pioneirismo” para zerar carbono até 2035
admin
06.10.2021

A Minerva Foods, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, se apoia em seu “pioneirismo” em medidas de sustentabilidade no setor e um investimento de R$1,5 bilhão para cumprir a meta de zerar a emissão líquida de carbono até 2035.

Minerva investirá em tecnologia e mudará matriz energética, segundo diretor

A companhia anunciou em abril o plano de se tornar “carbono zero” dentro de 14 anos. Taciano Custódio, diretor de Sustentabilidade da empresa, explicou em entrevista à TC Rádio nesta terça-feira, 8, que o frigorífico cumprirá o objetivo por meio de investimentos em tecnologia no ambiente de produção, na mudança da matriz energética e a eliminação total de fornecedores diretos ou indiretos que criam gado em áreas de preservação ambiental, indígenas ou desmatadas ilegalmente.

“A Minerva foi a primeira e única empresa do setor a monitorar 100% da cadeia de fornecedores diretos e hoje detém os melhores resultados de monitoramento da cadeia de suprimentos segundo dados oficiais”, disse Taciano Custódio.

Ele explicou que a companhia utiliza dados de órgãos oficiais como o INPE, Funai e ICMBio para, por meio de tecnologia de georreferenciamento, monitorar a cadeia de fornecimento. Segundo Taciano Custódio, a empresa já utiliza energia limpa em 100% de suas operações.

Empresa investirá em monitoramento do gado

A Minerva planeja investir R$1,5 bilhão para atingir o objetivo de zerar as emissões de gases estufa até 2035. O monitoramento do gado será o destino de grande parte dessa quantia, de acordo com o diretor de Relações com Investidores da companhia, Danilo Cabrera. Ele não descarta a possibilidade de, futuramente, a empresa buscar oportunidades no mercado para capturar benefícios em busca da meta.

A busca pela sustentabilidade vem sendo um assunto cada vez mais crucial para o setor de proteínas, transformando medidas voltadas ao Meio-Ambiente, Social e Governança, ESG na sigla em inglês, em uma verdadeira “obsessão”. Dentre as rivais da Minerva, a JBS planeja zerar suas emissões de gases estufa até 2040, enquanto a Marfrig deve anunciar sua meta até o início do ano que vem.

Desempenho das ações da Minerva (BEEF3)

O papel ordinário da Minerva (BEEF3) caiu 1,59% hoje, cotado a R$9,89, devido ao recuo do dólar ante o real. Porém, a ação acumula alta de 4,19% no ano.

A ação ordinária da concorrente Marfrig (MRFG3) desvalorizou 0,77%, a R$18,16. O Ibovespa, por sua vez, fechou em queda pela primeira vez após seis recordes consecutivos, cedendo 0,76%, aos 129,7 mil pontos.

Para acompanhar o desempenho das ações da Minerva e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Fonte: TC Mover