Doenças respiratórias afetam diretamente a lucratividade da atividade pecuária!
MMDA
11.08.20

A atividade de confinamento de bovinos tem crescido muito no Brasil e, devido aos novos hábitos de consumo, os animais são abatidos cada vez mais jovens.

Com um rebanho de 213,68 milhões de cabeças, a pecuária brasileira registrou, em 2019, um abate de 43,3 milhões de cabeças de bovinos em solo nacional.

Bovinos confinados representaram 14% dos animais abatidos nesse período.

DRBs: um grande desafio para os confinamentos de bovinos

Dentre os desafios sanitários do confinamento, as doenças respiratórias estão sempre em destaque nas cadernetas de ronda sanitária da equipe. De acordo com dados recentes, 71% dos confinamentos no Brasil apresentam registros de animais acometidos por problemas respiratórios.

As doenças respiratórias dos bovinos (DRBs) são multifatoriais, afetam índices produtivos e sanitários dos confinamentos, impactando diretamente na lucratividade da atividade pecuária.

Entre as alternativas existentes para prevenção das DRBs está a metafilaxia, que apresenta índices muito satisfatórios no tratamento contra essas doenças e, ainda, pode ser associada a outras metodologias preventivas como as vacinações.

Entende-se por metafilaxia o tratamento do grupo, que deve ser iniciado assim que surgirem os sinais iniciais clínicos da doença, nos primeiros animais.

Para DRBs, é indicado o uso de antibiótico de amplo espectro e ação prolongada, que permite, em dose única, realizar o tratamento dos bovinos com os primeiros sintomas, bem como de todo o grupo de animais confinados.

Dentre os princípios mais utilizados estão as oxitetraciclina de longa ação (Maxibiotic, Biogénesis Bagó) e o Florfenicol (Floroxin, Biogénesis Bagó). Essa prática se mostra eficaz na diminuição da morbidade e mortalidade associadas às DRBs.

O uso da metafilaxia e seu reflexo nas DRBs dos animais confinados

Em um trabalho realizado com mais de 3.000 animais em um confinamento comercial, localizado na região Sudeste do Brasil, verificou-se que o uso da metafilaxia em conjunto com oxitetraciclina diminuiu de 9,1% para 6,1% a morbidade dos animais por DRBs durante o período de confinamento.

Outro ponto muito interessante abordado no trabalho foi a diminuição de lesões pulmonares nos animais saudáveis frente aos animais com DRBs, provando que a metafilaxia é uma excelente opção para prevenção de problemas pulmonares em bovinos confinados.

Portanto, realizar uma avaliação do risco sanitário dos animais no confinamento é de extrema importância. Com base em considerações como origem, distância, quebra de peso e tempo de transporte, é possível aplicar protocolos sanitários específicos para cada desafio, englobando, entre eles, a metafilaxia e/ou a vacinação.

 

Departamento de Serviços Técnicos – Biogénesis Bagó Saúde Animal Ltda.