Page 104 - Minerva Foods | Relatório de Sustentabilidade 2016
P. 104

 Conteúdos gerais Item
Diversidade e igualdade de oportunidades
Página Omissão Verificação ODS externa
  GRI 103: Abordagem de gestão
103-1: Explicação da materialidade e seu limite
103-2: Abordagem de gestão e seus componentes
103-3: Avaliação da abordagem de gestão
79, 80 √
68 √
68 √
   GRI 405: Diversidade e 405-1: Diversidade dos grupos responsáveis pela84, 87 √ igualdade de oportunidades governança e entre os colaboradores
5| 8
8
8 | 16
 Liberdade de associação e negociação coletiva
 GRI 103: Abordagem de gestão
GRI 407: Liberdade de associação e negociação coletiva
Trabalho infantil
GRI 103: Abordagem de gestão
GRI 408: Trabalho infantil
103-1: Explicação da materialidade e seu limite
103-2: Abordagem de gestão e seus componentes
103-3: Avaliação da abordagem de gestão
407-1: Operações e fornecedores identificados em que o direito de exercer a liberdade de associação e a negociação coletiva possa estar sendo violado
103-1: Explicação da materialidade e seu limite
103-2: Abordagem de gestão e seus componentes
103-3: Avaliação da abordagem de gestão
408-1: Operações e fornecedores identificados como de risco para a ocorrência de casos de trabalho infantil
79, 80 √
62, 68 √
62, 68 √
104
Não foi identificado, em 2017, qualquer risco ou violação do √ direito de exercer a liberdade de associação e a negociação
coletiva.
79, 80 √
56, 57 √
56, 57 √
104
Todos os fornecedores e parceiros são avaliados em relação
aos critérios de originação da Minerva por força dos com- √ promissos assumidos, que visa a não ocorrência de práticas
de trabalho análogo ao da escravidão ou infantil em proprie-
dades fornecedoras.
79, 80 √
56, 57 √
56, 57 √
         Trabalho forçado ou análogo ao escravo
 GRI 103: Abordagem de gestão
103-1: Explicação da materialidade e seu limite
103-2: Abordagem de gestão e seus componentes
103-3: Avaliação da abordagem de gestão
   Trabalho forçado ou análogo ao escravo
 GRI 409: Trabalho forçado ou análogo ao escravo
Práticas de segurança
GRI 103: Abordagem de gestão
GRI 410: Práticas de segurança
409-1: Operações e fornecedores identificados como de risco significativo para a ocorrência de trabalho forçado ou análogo ao escravo
103-1: Explicação da materialidade e seu limite
103-2: Abordagem de gestão e seus componentes
103-3: Avaliação da abordagem de gestão
410-1: Pessoas que trabalham com segurança que receberam treinamento nas políticas ou procedimentos da organização relativos
a direitos humanos
96, 104
Os parceiros inseridos na lista publicada pelo Ministé-
rio do Trabalho e Emprego (MTE) e que submeteram trabalhadores em condições análogas à de escravo têm
as atividades comerciais encerradas com a Companhia,
e somente serão admitidos como fornecedores após a exclusão da lista. Durante o ano, sete fornecedores foram bloqueados no sistema de black list da empresa por
serem flagrados na fiscalização do MTE como potenciais violadores dos direitos humanos. Como ações proativas,
a Minerva Foods envia semestralmente ofícios a todas as coordenadorias regionais do MTE para certificar-se de que não há conflitos com seus fornecedores.
A ‘’lista suja’‘ é uma base de dados mantida pelo MTE, desde novembro de 2003. Nela estão publicados os casos que o poder público caracterizou esse tipo de exploração por meio de resgates de pessoas e os empregadores tiveram direito
à defesa administrativa em primeira e segunda instâncias. Assim, esses permanecem por dois anos na relação da lista, a menos que façam um acordo com o governo. Todos os setores produtivos no país estão sujeitos a terem algum de seus fornecedores inscritos.
√8
      Direitos dos povos indígenas e tradicionais
79, 80 √
27 √
27 √
96 √ 16
79, 80 √
28, 56, 57 √
28, 56, 57 √
 GRI 103: Abordagem de gestão
103-1: Explicação da materialidade e seu limite
103-2: Abordagem de gestão e seus componentes
103-3: Avaliação da abordagem de gestão
    104















   102   103   104   105   106