Page 30 - Minerva Foods | Relatório de Sustentabilidade 2016
P. 30

Conselho de Administração 102-18 | 102-26
O Conselho de Administração é o órgão que re- presenta os acionistas e detém responsabilida- des como: (a) determinar políticas e diretrizes que baseiam a orientação geral dos negócios da Companhia; e (b) supervisionar a gestão da Diretoria, deliberar suas atribuições e no- mear ou destituir seus membros. Atualmente, o Conselho Administrativo é composto por dez membros e 20% deles são considerados como membros independentes. O órgão se reúne, ordinariamente, uma vez a cada trimestre ou, extraordinariamente, sempre que convocado pelo Presidente ou por qualquer um de seus Vi- ce-presidentes. Os conselheiros, em regra, são eleitos pelos acionistas da Companhia, por meio de Assembleia Geral, para mandato unificado de dois anos, com possibilidade de reeleição.
Conselho Fiscal
O Conselho Fiscal é um órgão societário não permanente, que age de forma independente da Administração e dos auditores independentes contratados pela Companhia. Tem como res- ponsabilidade analisar, ao menos trimestral- mente, o balancete e as demais demonstrações financeiras elaboradas periodicamente pela Companhia e reportar suas conclusões aos acio- nistas, além de examinar e opinar acerca das de- monstrações financeiras do exercício social e do relatório anual da administração. 102-18
Comitê de Riscos
O comitê de riscos não é uma estrutura esta- tutária da Companhia. Tal órgão tem como atribuições auxiliar o Diretor-presidente e o Conselho de Administração na implementa- ção da política de hedge (riscos) e financeira da Empresa, bem como na análise da conjuntu-
ra econômica brasileira e mundial e de seus potenciais reflexos na posição financeira da Minerva Foods.
Investidores
A Minerva Foods trabalha com uma série de instrumentos com o objetivo de manter uma relação de transparência e equidade com seus acionistas e investidores. Dispõe da Política de Divulgação de Informações Relevantes, que se- gue os princípios de obediência à lei, às regras da CVM e dos outros órgãos reguladores na- cionais e estrangeiros aos quais está sujeita e à Política de Negociação com Valores Mobiliários de Emissão, cujo princípio básico é garantir ele- vados padrões no tratamento com os investido- res. Além disso, mantém a Política de Dividen- dos, que prevê a distribuição de 25% do lucro líquido e cuja declaração anual de dividendos exige a realização de Assembleia Geral Ordiná- ria por maioria de votos de acionistas titulares das ações. Nelas são considerados fatores como resultados operacionais, condição financeira, necessidades de caixa e perspectivas da Compa- nhia, entre outros que o Conselho de Adminis- tração e os acionistas julguem relevantes. Todas essas políticas estão disponíveis no por- tal da Minerva na internet, que apresenta tam- bém os demais recursos de comunicação com investidores: realizações de eventos, divulga- ção de demonstrações financeiras trimestrais, cobertura de analistas do mercado financeiro, exposição dos principais indicadores financei- ros e operacionais, cotações, gráficos, down- loads de documentos, press releases e apresen- tações. Há o envio de informações por e-mail e a manutenção de canais de atendimento direto com a equipe de Relações com Investidores.
 30

























































































   28   29   30   31   32