Voltar ao topo

Emissões de GEE

Nenhum resultado de indicadores com

Confira a sua palavra de busca ou entre em outra categoria.

Voltar para Central de Indicadores

placeholderCont resultados de indicadores para "placeholderBusca"

Filtrando:

Emissões globais de gases do efeito estufa

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a.
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) 192.897,10 233.274,66 283.144,86
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização 17.292,05 14.590,81 53.093,41
Escopo 3 (tCO2e) - 34.541,27 16.762.018,44
Remoções Totais de GEE (tCO2e) - -38.597,52 -8.458,43
Compensações Totais (tCO2e) - - -

Contexto

O inventário corporativo anual de emissões de gases de efeito estufa (GEE) da Companhia engloba operações e negócios no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai. Os resultados são publicados no Registro Público de Emissões do Programa Brasileiro GHG Protocol e são auditados por terceira parte independente. Entre 2020 e 2021, foi registrado um aumento nas emissões devido ao crescimento do volume de abate e produção, do início das operações na unidade de Bucaramanga (COL), da retomada das operações na unidade de Canelones (URY), pela contabilização de novas fontes de emissões e atualização de fatores de emissão.

A mudanças no regimes das chuvas impactaram a disponibilidade de energia de fontes menos emissoras no mercado, o que causou aumento das emissões de escopo 2 (quando considerada a abordagem por localização), embora estas tenham sido integralmente neutralizadas com a compra de Certificados de Energia Renovável (I-REC) para operações em todos os países, com exceção do Paraguai onde as emissões já são nulas devido à matriz energética local ser composta apenas por fontes renováveis.

Em 2020, a Companhia iniciou o monitoramento das emissões de escopo 3 para as operações Brasil e foram inclusas as categorias ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’ (parcial), ‘6 – Viagens a negócios’ e ‘7 – Deslocamento de funcionários casa-trabalho’. Em 2021, houve mais avanços dentro da mensuração das emissões neste escopo, incluindo novas fontes de emissões e categorias nos demais países com operações na América do Sul: ‘1 – Bens e serviços comprados’ (gado adquirido), ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’ e ‘5 – Resíduos gerados nas operações’.

Esforços vem sendo dispensados na construção do plano de descarbonização da Minerva Foods para atingimento da meta de neutralidade de emissões até 2035 e podem ser acompanhados na seção ‘Compromisso com a Sustentabilidade’.

Intensidade de emissões de gases do efeito estufa

GRI 305-4 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Intensidade de Emissões Líquidas (tCO2e/ton produto acabado) - 0,16 0,17

Contexto

O indicador de intensidade de emissões é calculado utilizando como base o total de emissões nos escopos 1 e 2 (em tCO₂e) e a quantidade de produtos acabados (em toneladas) no ano base. Ele indica quanto de carbono equivalente foi emitido na atmosfera por cada tonelada de produto acabado, considerando as emissões ligadas ao processo produtivo e à aquisição de energia elétrica. Foram consideradas no indicador a produção de carne in natura, produtos processados, subprodutos do abate, biodiesel e couro.

A intensidade carbônica da Minerva Foods, em 2021, foi de 0,17 tCO₂e/TPA, considerando para escopo 2 a abordagem de mercado.

Dada a aquisição de Certificados de Energia Renovável (I-REC) para operações em todos os países, com exceção do Paraguai onde as emissões já são nulas devido à matriz energética local ser composta apenas por fontes renováveis, foi considerado para o cálculo do indicador emissões líquidas zero para escopo

Emissões globais de gases de efeito estufa de escopo 3

GRI 305-3 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Emissões de escopo 3 - Deslocamento de funcionários (casa-trabalho) - 1.723,63 3.178,80
Emissões de escopo 3 - Transporte e distribuição (upstream) - 32.272,68 225.845,01
Emissões de escopo 3 - Transporte e distribuição (downstream) - - -
Emissões de escopo 3 - Viagens a negócios - 577,37 831,62
Emissões de escopo 3 - Resíduos gerados nas operações - - 30.686,65
Emissões de escopo 3 - Deslocamento de funcionários em transporte privado (táxi e urber) - - 0,71
Emissões de escopo 3 - Criação de gado nas fazendas fornecedoras - - 16.501.475,65
Total - 34.573,68 16.762.018,44

Contexto

A Minerva Foods tem aprimorado a cada ano a contabilização de suas emissões diretas e indiretas (da cadeia de valor) de GEE. Em 2021, pela primeira vez, a Companhia incluiu em seu Inventário Corporativo de Emissões de GEE (ano-base 2020) emissões de escopo 3. As emissões de escopo 3 foram mensuradas para as operações Brasil e foram inclusas as categorias ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’ (parcial), ‘6 – Viagens a negócios’ e ‘7 – Deslocamento de funcionários casa-trabalho’.

No Inventário Corporativo de Emissões de GEE (ano-base 2021), a Companhia ampliou a contabilização de fontes de emissão de escopo 3 para outros países (Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai) e incluiu novas fontes de emissões e categorias: ‘1 – Bens e serviços comprados’ (gado adquirido), ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’ e ‘5 – Resíduos gerados nas operações’.

Créditos de carbono

ODS 13 TCFD
2019 2020 2021
Quantidade de créditos de carbono comercializados - MyCarbon - - 50.000

Contexto

Criada em 2021, a MyCArbon é uma subsidiária da Companhia focada na atividade de desenvolvimento, aquisição e comercialização de créditos de carbono de alta qualidade dentro de projetos de agricultura, silvicultura, uso da terra e energia renovável da América Latina. Ademais, presta apoio a produtores rurais, em parceria com o Programa Renove, na busca das melhores práticas agropecuárias, contribuindo para o uso eficiente dos recursos naturais e produção de baixo carbono.

Emissões de gases do efeito estufa – Brasil

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) 102.024,52 87.874,82 93.540,31
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização 13.864,85 11.262,66 21.477,07
Escopo 3 (tCO2e) - 34.541,27 6.186.297,77

Contexto

No Brasil, a Companhia possui oito unidades de abate, uma unidade de processamento de proteínas, um centro de distribuição próprio e oito terceirizados, uma loja modelo e escritórios administrativos corporativos. Além destes, também conta com os negócios relacionados Minerva Leather, Minerva Ingredients, Minerva Biodiesel e Minerva Casings.

Em 2020, a Minerva Foods realizou a compra de certificados de energia renovável para 100% da energia utilizada no país. Esse processo, além de garantir que a energia consumida provém de fontes renováveis, liquida 100% das emissões de escopo 2. Em 2021, a prática foi mantida para as operações e, a Minerva Foods tornou-se a primeira empresa brasileira a receber o selo Energia Renovável.
Quanto as emissões de escopo 3, em 2020 foi iniciado o monitoramento para as categorias de deslocamento de funcionários casa-trabalho, transporte e distribuição upstream e viagens a negócios no Brasil. Em 2021, houve mais avanços dentro do escopo 3, com a inclusão das emissões da criação de gado, operações logísticas, resíduos gerados e deslocamento de funcionários em transporte privado (táxi e uber).

Emissões de gases do efeito estufa – Argentina

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) 45.595,24 80.443,04 65.016,49
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização 1.937,93 1.956,03 24.615,77
Escopo 3 (tCO2e) - - 1.987.866,40

Contexto

Na Argentina, a Minerva Foods possui cinco unidades de abate e duas unidades de processamento de proteínas que atuam sob a marca Swift Argentina.

Toda a energia utilizadas nas operações argentinas é de origem renovável e possuem, desde 2020, certificação através de I-RECs (Certificados de Energia Renovável). Esse processo, além de garantir que a energia consumida provém de fontes renováveis, liquida 100% das emissões de escopo 2.

Em 2021, iniciou-se o monitoramento das emissões de escopo 3 no país para as fontes relevantes para o negócio: ‘1 – Bens e serviços comprados’ (gado e búfalos adquiridos), ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’, ‘5 – Resíduos gerados nas operações’, ‘6 – Viagens a negócios’ e ‘7 – Deslocamento de funcionários casa-trabalho’

Emissões de gases do efeito estufa – Colômbia

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) 8.312,61 9.087,27 44.282,49
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização 582,50 631,42 4.968,19
Escopo 3 (tCO2e) - - 1.586.733,64

Contexto

A Minerva Foods possui duas operações de abate de bovinos na Colômbia. Em 2021, a unidade de Bucaramanga operou e teve emissões contabilizadas durante o ano todo, em 2020 foram mensuradas emissões de setembro a dezembro apenas.
Toda a energia utilizada também é de origem renovável e possui, desde 2020, certificação através de I-RECs (Certificados de Energia Renovável). Esse processo, além de garantir que a energia consumida provém de fontes renováveis, liquida 100% das emissões de escopo 2. A unidade de Bucaramanga, no país, possui também 1.471 painéis solares instalados na área dos currais, produzindo cerca de 1.964,8 kW/h de energia renovável e reduzindo a emissão de 204,75 toneladas de CO2 anualmente.
Em 2021, iniciou-se o monitoramento das emissões de escopo 3 no país para as fontes relevantes para o negócio: ‘1 – Bens e serviços comprados’ (gado e búfalos adquiridos), ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’, ‘5 – Resíduos gerados nas operações’, ‘6 – Viagens a negócios’ e ‘7 – Deslocamento de funcionários casa-trabalho’

Emissões de gases do efeito estufa – Paraguai

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) 14.824,98 23.390,88 30.741,88
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização - - -
Escopo 3 (tCO2e) - - 3.757.821,34

Contexto

No Paraguai, a Companhia possui cinco unidades de abate que utilizam em seus processos 100% de energia renovável, oriundas de fontes hidrelétricas, líquidas de emissões de Em solo uruguaio, a Minerva Foods possui três unidades de abate para as quais, em 2020, realizou a compra de certificados de energia renovável para 100% da energia utilizada. Esse processo, além de garantir que a energia consumida provém de fontes renováveis, liquida 100% das emissões de escopo 2.

Em 2021, iniciou-se o monitoramento das emissões de escopo 3 no país para as fontes relevantes para o negócio: ‘1 – Bens e serviços comprados’ (gado e búfalos adquiridos), ‘4 – Transporte e distribuição – upstream’, ‘5 – Resíduos gerados nas operações’, ‘6 – Viagens a negócios’ e ‘7 – Deslocamento de funcionários casa-trabalho’

Emissões de gases do efeito estufa – Uruguai

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) 22.457,02 32.478,65 49.563,68
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização 1.409,80 906,77 2.032,39
Escopo 3 (tCO2e) - - 3.243.277,70

Contexto

Em solo uruguaio, a Minerva Foods possui três unidades de abate para as quais, em 2020, realizou a compra de certificados de energia renovável para 100% da energia utilizada. Esse processo, além de garantir que a energia consumida provém de fontes renováveis, liquida 100% das emissões de escopo 2. Em 2021, a prática foi mantida e iniciou-se o monitoramentodas emissões de escopo 3 no país para as fontes relevantes para o negócio: deslocamento de funcionários casa-trabalho, transporte e distribuição upstream, criação de gado, operações logísticas e resíduos gerados.

Emissões de gases do efeito estufa – Chile

GRI 305-1 GRI 305-2 GRI 305-3 ODS 07 ODS 13 SASB FB-MP-110a. TCFD
2019 2020 2021
Escopo 1 (tCO2e) - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de escolha de compra - - -
Escopo 2 (tCO2e) - abordagem de localização - - -
Escopo 3 (tCO2e) - - 21,58

Contexto

No Chile, a Companhia possui um centro de distribuição com operações terceirizadas, para as quais iniciou-se, em 2021, o monitoramento das fontes de emissões relacionadas ao transporte e distribuição.